Poucas peças, grandes feitos: o potencial da produção modular

A demanda crescente por soluções individuais e pequenos lotes tem resultado em ciclos de produção e inovação cada vez mais curtos. Este é um desafio para a indústria farmacêutica e, mais especificamente, para a fabricação baseada em processos. As fábricas estruturadas em processos convencionais da indústria química, farmacêutica, de alimentos, e de cosméticos geralmente não são flexíveis o suficiente. Não são capazes de gerenciar com eficiência a introdução de novos produtos ou alterações nas quantidades de produção. A digitalização e a modularização trazem soluções para esses desafios, ao simplificarem o processo. Com a produção modular, é possível subdividir a tarefa geral em pequenas partes. Ao contrário das antigas abordagens monolíticas, o processo de produção aqui é dividido em serviços individuais e padronizados. A interconexão lógica permite conectar os módulos individuais de diversas maneiras, um recurso também conhecido como plug & produce (ligar e produzir). O resultado é uma solução de alto desempenho que agiliza a produção e que, além de gerar benefícios para a indústria farmacêutica e para os processos de manufatura, vai revolucionar a produção em muitos setores.

 

Benefícios intersetoriais da produção modular

Alta capacidade de inovação

A modularização reduz riscos de investimento associados ao ingresso no mercado ao adaptar a capacidade de produção a cada mercado, garantindo assim maior competitividade.

 

Redução de 40% nos custos de produção

A configuração eficaz de fábricas modulares reduz os custos de conversão/inicialização de uma unidade de produção. Essa redução nos custos de produção é especialmente percebida na produção de pequenos lotes.

 

Tempo de lançamento no mercado 50% mais rápido*

O tempo de lançamento dos produtos no mercado é significativamente mais curto na produção modular, pois a maior parte do trabalho de engenharia é feito com módulos pré-fabricados que podem ser integrados ao sistema de controle de processo com um gasto mínimo. Também é muito mais fácil expandir do laboratório para a fase de produção, com redução no tempo geral de desenvolvimento do produto.

 

Flexibilidade máxima

A modularização aumenta consideravelmente a flexibilidade de utilização da fábrica pela facilidade de reutilização ou substituição das unidades modulares, sem qualquer custo adicional de engenharia. Além da flexibilidade, o zenon elimina a necessidade de vincular a produção com equipamentos de fabricantes específicos.

 

 

Pacote de tipo de módulo (MTP): uma mudança de paradigma na produção

A descrição uniforme das informações sobre cada módulo é o requisito básico para garantir uma modularização consistente na produção. Quais objetos de dados são registrados? Quais serviços devem ser executados? A descrição é realizada de maneira uniforme por meio do "MTP" (Pacote de tipo de módulo) com padrão intersetorial, independente de fabricante. Todas as informações são fornecidas em um formato padronizado, facilitando a integração em uma Camada de Orquestração de Processo subordinante (zenon-POL). O zenon-POL e o zenon Engineering Studio se interligam de maneira totalmente automatizada aqui. Portanto, todas as etapas de trabalho são automatizadas no Engineering Studio e transferidas para o Service Engine por meio de uma Camada de Orquestração de Processo (POL), gerando um sistema de controle de processo (DCS) de um modo totalmente automatizado, em apenas algumas etapas.

POL_Grafik

 

A engenharia modular compõe a maior parte da engenharia. Posteriormente, a integração de módulos totalmente automatizados no sistema de controle de processo reduz substancialmente os custos de engenharia. É possível tornar as fábricas mais antigas compatíveis com MTP e integrá-las à camada de orquestração de processo, sem gastos excessivos de programação, usando o recurso integrado zenon Soft Logic.

.

Para exemplificar, o MTP pode ser comparado a um driver de impressora. A impressora (um subsistema) conecta-se a um computador central independente do fabricante. O objetivo é conectar o dispositivo da forma mais simples possível, sem demora. O computador pode acessar facilmente os serviços “imprimir” ou “digitalizar”. Da mesma forma, a camada de orquestração de processo (POL) detecta os serviços disponíveis nos módulos individuais via MTPS e pode acessá-los diretamente. A função “Conectar e imprimir” seria o “conectar e produzir” na área de automação de fábrica e engenharia de processos, afinal, a digitalização pode ser um processo fácil, até mesmo em uma escala maior!

 

O Conjunto de Equipamentos de Processo (PEA) da zenon permite gerenciar todos os módulos com recursos de MTP e seus status. Ele apresenta uma visão geral dos módulos atualmente integrados em uma camada de orquestração de processo e que estão disponíveis para uso.

Modularisierung_Grafik

 

MTP: produção modular com a plataforma de software zenon da COPA-DATA

Há mais de 30 anos, a COPA-DATA assumiu o compromisso de simplificar processos com soluções digitais e de automação. Hoje, a tecnologia por trás disso tem um nome: MTP. Utilizamos nossa experiência sólida para aprimorar continuamente a plataforma de software zenon. Conte conosco para cumprir seus requisitos de produção modular atuais e futuros. Se bem planejada, a modularização via MTP pode revolucionar o setor de fabricação baseada em processos e torná-lo competitivo para o futuro. Entre em contato conosco hoje mesmo para saber mais sobre zenon.

 

 

*Source: ISBN: 978-3-89746-191-2 Modular Plants

CONTACTE OS NOSSOS ESPECIALISTAS